O mito do negócio criado na garagem

por Super User
em Blog
Acessos: 357

Já não é de hoje que a humanidade se interessa por contos e situações romantizadas contadas ao longo da história. Vez em quando, verificam-se pais e avós contarem histórias da carochinha iniciada pela máxima “em um reino encantando” etecetera. Afirma-se isso pelo fato de que somos impulsionados por mitos romantizados de sucesso o que, muitas vezes, nos faz lançar mão da ótica balizada pelo trabalho duro e uma aventura planejada.

Na mesma ótica, é muito comum ouvirem-se histórias de negócios de sucesso que surgiram inicialmente dentro de uma garagem e geraram rentabilidade e lucratividade altamente escalares. Mitos ou somente casos esporádicos? Será que não há um mito de sucesso empreendedor romantizado em tudo isso? Acredita-se que sim.

Há uma certa distorção entre casos extraordinários que deram certo e aqueles que são fruto das atividades ordinárias do dia-a-dia de um empreendedor que iniciou suas atividades de maneira altamente planejada. Advogando essa afirmação, há um tempo, foi lançado um livro nos EUA que auxilia na desmistificação deste dilema. No livro “Made to Stick”, os autores Dan Head e Chip Heath argumentam essayswriting sobre a dificuldade em se alcançar sucesso em empreendimentos que nasçam em garagens. Ressaltam que é de vital importância a experiência no setor para que determinados negócios deem certo. Nesta publicação, há uma cisão na quebra do início de um paradigma de crença no sucesso pautado nas “garagens da vida”. Bastando uma boa ideia, uma história fantástica e um empreendedor genial, faltando apenas o passo para a rentabilidade milionária. Não basta que ideias sejam criativas e inovadoras, elas deverão resolver um problema em que os consumidores queiram e estejam dispostos em solucionar. Mais complicado que isso tudo, deve-se levar em conta se os consumidores percebem esse problema de maneira palpável. Um grande exemplo de produto que entrou para o mercado sem posicionamento definido são os famosos tablets. Para que servem? Qual a finalidade clássica desse produto? Será que não são facilmente substituídos por novos entrantes ou até mesmo por produtos substitutos? Será que há uma solução palpável que estes produtos resolvem? Ou será que este produto não é percebido pelo público com algo realmente útil? Pensando assim, pela análise das 5 Forças de Porter, é algo a ser refletido.

Bem, voltando à premissa do “empreendedor de garagem”, podem-se destacar grandes empreendedores que tiveram larga experiência em outras companhias antes de se aventurarem em seus empreendimentos. Os fundadores do YouTube, Chad Hurley e Steve Chen, salientam a importância de experiência prévia na área da nova atuação para aumentar a possibilidade de sucesso, principalmente, se tiver trabalhado em outros negócios do mesmo segmento anteriormente. Outro exemplo, Steve Jobs foi colaborador da Atari e da HP. Por isso, muito cuidado em afirmar ou acreditar que para se ter sucesso em empreendimentos é necessário somente iniciar em uma garagem. Uma garagem com empreendedores totalmente inexperientes poderá continuar sendo somente uma garagem. Romantizar o empreendedor de sucesso de garagem é romantizar o próprio sucesso.

 

 

 

Leave your comments

Comments

  • Guest - snowmussbulli1970

    Many thanks really beneficial. Will share website with my good friends.
    http://mtoxl-il.info

  • Guest - acquistifin1973

    I love this website - its so usefull and helpfull.
    http://mtoxl-pl.info/memberxxl